Postagens

Mostrando postagens de 2006

Palavras já ditas...

Por que as coisas são assim? Andei me perguntando muito hoje cedo: por que eu tenho que ficar longe daquela pessoa que eu amo? Só consegui concluir uma coisa: isso é uma grande injustiça! Até compreendo que é fim de ano e nessa época a gente passa com a família, mas poxa, você faz parte da minha família! Da família que eu escolhi, logo, tínhamos que passar esse e todos os outros momentos juntos!! Você me entende?

Até sou capaz de controlar a saudade. De ser um bom rapaz e pensar que em breve nos veremos. Sou até capaz de manter a sociabilidade plácida e um sorriso sincero no rosto. Mas tem momentos que não dá! Talvez seja coisa do meu signo, talvez seja eu mesmo o “problema”, mas eu te amo e não dá pra ficar longe! A minha vontade é pegar o primeiro ônibus e ir ficar perto de ti! Será que eu faria isso??

Mas, por favor, me responda: o que eu faço quando eu to tranqüilo e alguma coisa, algum sinal, alguma lembrança me faz lembrar o quão bom é estar contigo? Ai não tem jeito!! Eu fico doi…

A casa do novo e do mudar

É por muito, vos confesso, que passo horas a fio sem pensar em quase nada. Mas são nesses momentos que caio em devaneios e tempestades que nunca haviam me transpassado antes. Se antes eu tinha um sonho, hoje são pencas deles. Mas talvez o momento peça um caso interessante do descontinuado... O que eu ouvi dizer por essas ruas claras, devo a vós contar nesse instante, mas cautelosamente e aos sussurros, pois posso te assustar: Está a chegar um novo ano! Mas, por favor, não se choque tanto com essa bombástica revelação! Ela diz por si só que isso pode significar muita coisa, mas vos digo de coração, nada de fato mudará!

Ouviram dizer um dia desses, pessoas que não conheço, que alguns encontraram caminhos bons, outrora outros, se perderam em caminhos rasos e que a tabula redonda, que um dia decidiu o destino de alguns, hoje não é mais aquele clima tenso e eu sei que muita coisa mudou, mas eu ainda não vejo tantas mudanças assim.

Quem será esse tal “mudar”? Será que ele gosta de música ou d…

Barcos Flutuantes Nos Mares Tão Mal Navegados

Jovens apaixonados, que procuram nesses grandes mares um pouco de calmaria e sossego, digo a vós, com sinceridade: não desistas!

São essas tempestades que, às vezes nos levam As ilhas virgens, e lá há de encontrar ninfas e água doce. Há de encontrar também um abraço terno, o conforto das palavras e o descanso para a carne, que carregas os pecados desse mundo injustamente, por amar do modo que amas, mesmo sendo esse amor a coisa mais bela do mundo.

Na melancolia de uma noite, não importa se estava eu ou não acompanhado por pesadelos ou alucinações, cheguei ao seu mar. Um recanto de palavras doces, onde encontrei enfim, uma pousada para descansar essas pernas tentam caminhar, mesmo sem saber ao certo se estão no caminho certo.

Pois de minha parte pouco gentil seria se ao menos eu não deixasse naquele lugar um sinal de agradecimento. Foi então, que com boquejo de algumas palavras me despedi com um sinal de paz.

Hei de voltar por aquelas bandas mais vezes, não haveria mais descontinuado algum…

Frases soltas, mas não tão soltas assim...

"Não estou nos meus melhores dias, estou apenas fundidos nos melhores sonhos"

"Talvez nossas diferenças sejam sementes que tornar-se-ão belas histórias, se forem fundidas”

“É essa loucura de te amar que se faz o presente infinito desse momento”

“Dizem não haver imortalidade, pois digo que já vivenciei algumas delas”

“Se hoje não é aquela sexta feira, por que não aproveitar do modo que nos apresenta ser?”

“Se eu pudesse... Mas não devo... Só queria dizer que... Enfim... me calo mais uma vez, mas por dentro, eu digo aquilo que quero dizer...”

"Tô tentando me modificar desse montinho de nada que se transformaram meus dias sem você..."

És tu quem trarás a resposta!

Arremesso os dados para o alto, e aguardo os infinitos milésimos de segundo até eles caírem ao chão e relevarem algo a mim. O resultado será fruto dos meus passos... será a resposta... és uma roleta de azar, pois qual sorte seria essa para um jogador que não sabe jogar e não tem a pretensão de um dia saber ser tão manipulador?

Talvez um milagre. Talvez anjos me tragam a carta curinga que um dia pensei eu ser ela. Mas a doce ilusão se foi... o que restará então de mim? Saberia alguém responder? Por favor, respondam!!!!

As Cartas e o Dejavú

O silêncio desse momento... aquele que fere a alma pois sei que te magoei essa manhã com o meu jeito um tanto quanto egoísta... foi banhado pelo desespero que saquei a arma da insegurança e ela far-se-ia cunho de mazelas e medos se da minh’alma o pranto de sangue não houvesse sido tingida naquele instante.

Percebo então que a vós entreguei-me de tal modo que me tornei imortal por um instante. Um único e belo instante que transformou a realidade suprimida de uma vida delimitada num espectro de virtudes, donde, cavalgando num cavalo alado, trouxe a mim, a bela deusa nua, o perfume dos apaixonados.

Sentei no trono das ilusões e por lá minha alma se entregou ao pecado ao tocar seus doces lábios que em mim foi então enfeitiçado por tal ardor que não mais sem ti poderia eu ser alguém. Esse pecado que decidi tornar-lo em o que há de mais puro e belo nesse lugarzinho imundo, talvez uma luz, talvez uma esperança, talvez... Foi então que esqueci de tudo.

Vivi os melhores dias da minha vida. Senti…

No Silêncio Dessas Palavras

Por mais que eu tente, por mais que eu queira, por mais que eu seja a minha convicção de vida... não sou nada. Não consigo, ao menos, te dizer algo assegurador...

Não sei onde quero chegar... não sei se poderia querer chegar em algum lugar, mas quero tentar, pois se eu não tentar... prefiro a morte. São planos, que eu prefiro chamar de sonhos... são sim, minhas ilusões, aquelas mesmas que me tornaram uma pessoa forte, mas mesmo assim, nesse momento preciso chorar...
Sinto muito! Sinto por não ser o avesso que sou e assim ser aquilo que querem que eu seja. Mas só não deixo esse lugar, mesmo não sendo minha casa, pois sei que há amor do outro lado desse imenso rio que nos separa...

Te amo, mais do que qualquer coisa. Não quero mais ouvir a música da partida. Sem ti, minha vida não tem caminho. Sem você, a morte é minha única companhia. Mas se o meu amor não for grande o suficiente para mostrar-te que estou contigo, devo então arrumar as malas e partir, sem olhar para …

O Antigo Salão

Essa sensação estranha que me toma nesse momento está a me fazer sair de mim por um instante. Não queria pensar dessa forma, mas as situações que me cercam fazem de mim um celeiro de movimentos estranhos.
Hoje sou um ser jogado à sorte e às ilusões. Eu amo. E esse amor é tudo o que tenho de mais precioso nesse mundo. E amo também o que me faz ser quem sou hoje. Mesmo que a desarmonia do mundo os toque de forma devastadora, sei que lá há um porto e mesmo que ele não seja tão seguro, ele ainda está com as portar abertas para mim.
Mas e eu? Qual é o meu lugar naquele salão de festas? Não digo eu, o senhor da temperança, que se veste de preto e se arma com a balança, esse sempre será bem vindo naquele lugar. Mas, serão os mesmos olhos que me acariciam hoje aqueles que me acariciar-me-ão amanhã, quando não mais estiver no fronte de batalha?
Sei que não devia ser assim... Sei que o meu espaço é pequeno demais para tantas estrelas cadentes. Sou pa…

A Carta de Sir Teegoh Von Winggenstien

País das almas perdidas, 05 de Novembro de muito, mais muito, tempo atrás.
.
Meu prezado,
.
Por mais que me faltem as palavras. Por mais voltas tenho eu que dar para então chegar ao começo de um risco no papel amarelado pela espera, tenho que lhe dizer algumas coisas nesse momento: . Mas, por onde devo eu começar? Será que devo te convidar para jantar comigo está noite? Talvez sim! Mas para um jantar descente terei eu que esperar uma terça-feira de boa lua, e hoje ainda é domingo e o céu está fechado... Pois que tristeza. Acho que você ia gostar de comer torta de chocolate na sobremesa.
. Por tanto pensar e querer oferecer-lhe algo que simbolizasse meus sentimentos cai no telhado daquele montinho de livros. Fui até o porão. Procurei por lá os cacos que sobraram de mim mesmo depois da nossa despedida.
. Na volta daquele dia de luz alaranjada, banhei-me ao crepúsculo lilás e fui caçar as cotidianas estrelas do céu bem grande. Não sabia bem, mas atrás de mim vinha sorrateiramente a voz de uma má v…

The Little Guard of Illusions

Hoje o dia ficou extremamente gelado. Desculpe-me, mas não pude conter as lágrimas, o mundo desabou sob minha cabeça e não sei o que fazer para parar de chorar. Retornei ao meu castelo de cristal, minhas malas estavam postas ao meu lado. Não pude segurar as lagrimas, perdoe-me, por favor. Juro para ti, por tudo o que és sagrado nessa terra grande, eu lutei contra mim mesmo. Lutei com todas as minhas forcas para manter-me sob controle, lotei tanto que a morte seria uma dor infinitamente menor do que a dor que senti por esconder-me de mim mesmo.
. Ah que saudades dos meus jardins de primavera. Estou coberto de neve, como a pequena vendedora de fósforos e talvez o meu destino não seja tão feliz quanto o dela. Afinal, não sei se a inocência se perdeu por esses caminhos, mas sinto-me nu, estou descamisado de esperanças e não me resta nada nessa vida sem tuas palavras doces.
. Descobri hoje as palavras que me faltavam. Descobri alguns porquês dessa vida e de algumas escolhas. Descobri a tamanha…

As armas de um Contentado

Por quantas pedras ainda vou passar? Quantos dragões eu vou ter que enfrentar até do rubro sangue de seu coração desprotegido manchar o punhal da verdade? Será que estou pronto para tudo isso?
Mas quanto receio, quanto temor, quanta ansiedade! Esses muros teimam em tampar o sol da minha vida como montanhas apoquentadoras. Se penso estar eu impenetrável nesse momento, ao mesmo tempo, estou delicadamente vulnerável a tudo isso que se passa.
Você me deu a armadura, me deu as armas e, principalmente me deu um motivo para lutar. Hoje sou capaz de tudo. Hoje sou capaz de realizar qualquer sonho. Já ultrapassei as barreiras do meu castelo de cristal para encontrar-te na praça da liberdade. Por lá eu vi as luzes do fim de ano e assisti o pôr-do-sol contigo.
Do mais, só tenho momentos bons. Momentos que às vezes eram banhados por gotas das lagrimas da vida, por soluços de dificuldade e abraços apertados, como modo de mostrar algo, mostrar-me que daquela porta para fora as coisas …

Desespero Particular: momentos de angustia

O momento é a angustia que come o meu cerne e deixa os ossos para aqueles que procuram o que tecer. Não sei se há presente embrulhado em papéis bonitos ou se é tudo caluniador. Não sei o que tentar fazer e como agir.
Estou trancafiado no meu quarto. Eu e meus perigosos pensamentos que fogem do meu controle, como se fossem estrelas cadentes que finalmente decidiram seguir suas próprias ambições. Mas quais são essas ambições? O que eu quero da vida, e o que esperam de mim? Será que sou capaz de mover um grão de areia? Será que sou capaz de algo? Será que sou CAPAZ?
Sinto meus pés, sinto minhas mãos e meu rosto não me agrada. São as lágrimas, são os pesadelos e devaneios desse mundo que me fazem sofrer nesse segundo infinito. Não há alguém que me aclame, porém acho que medo não tenho eu, mas estou estranhamente apavorado com tudo isso que está acontecendo e precisamente com o que pode acontecer.
Quero respostas, quero caminhos prontos, quero cama aconchegante e jantar posto na minha mesa de…

O dia em que eu for melhor...

Um dia eu serei extremamente bom em tudo o que eu quiser ser. Nesse dia, não haverá mais problemas. Saberei usar todas as palavras do mundo e inventarei outras tantas para expressar todo o meu sentimento que carrego no meu coração por ti.
Um dia, vou saber todas as línguas e saberei todas as canções de amor, pois assim, se houver guerra entre os homens, as belas canções devem encher de compreensão a almas desses povos aflitos.Saberei ajudar os meus amados, porém hoje, quando há algum problema, sinto-me preso nas celas de mim mesmo e na cegueira da minha ignorância.
Apenas quis dizer o que não sei dizer, mas tive que dizer, pois algo me sufocava... Desculpe se por ventura eu te magoar, juro que essa não foi à intenção. Mesmo que nada justifique a dor que se cause ao outro, um dia ainda encontrará o que procuras, mas antes você tem que decidir o que de fato procura, mesmo que seja algo e então perceber, no meio do caminho, que o que queria mesmo era exatamente o oposto...
O que importa é a…

Uma História Não-Tão-Agradável

Estou pensando sobre os erros, sobre as coisas que deixei de fazer e sobre aquelas outras não tive forças para mudar...

Parei outro dia para tentar encontrar algum significado para tamanha violência, tamanha hipocrisia e falsidade. Percebi que as minhas máscaras são véus de seda perto das máscaras de chumbo e aço dos desalmados.

Hoje, queria eu ter escrito sobre algo não censurado, sobre meu amor e as flores que vi naquele dia qualquer, porém único. Queria falar de um ano. Queria falar dos meus sonhos, mas ao lembrar dos sonhos lembro-me que um deles foi guardado no baú das lembranças sofríveis.

É um jogo não jogável, onde as regras não só tem dois pesos e duas medidas, mas como elas simplesmente mudam a hora que ele bem entender, pois ele está acima de mim e pensa estar acima de todos, por isso ele é quem dita as regras, e eu (risos) eu sou um simples coitado que espera no fim do mês o pão que mofou no armário do esquecimento, e ainda, se ele pensar que eu não sou merecedor, o pão vai p…

O Convite de Aniversário

E por quanto tempo caminharei ainda não sei. Não devo começar pelo começo, pois o começo já não é mais o presente. O começo está a dois anos, numa casinha de retalhos de idéias que surgiu do nada, ou melhor, de uma singela esperança.

Corri por ai! Decidi matar-te! Decidi pela vida e decidi que era a hora de saber quem éramos. Não sei quase nada, mas imagino que você pense que eu sou muito repetitivo e, desse convite de aniversário peço-lhe desculpas pelas minhas faltas e delimitações. São dois anos de descontinuado, mas uma infinidade de outros tempos perante os sonhos que deixei se perder nas folhas de caderno azul e por aqui nunca passaram, outros tantos que, pelo conteúdo, foram guardados no baú das lembranças para sempre lembradas na solitária cabeça de um doido que prefere poupar os poupados. Talvez um dia elas ocupem os lugares que pensei serem delas, talvez não, pois agora elas têm uma nova casa, mesmo que ela seja do tamanho de um alfinete e não lhes faltam quase nada, pois é o…

Minha Deliberação...

"Peço-te o prazer legítimo
E o movimento preciso
Tempo tempo tempo tempo
Quando o tempo for propício
Tempo tempo tempo tempo"
.
.
Ainda estou a pensar por quanto tempo devo ser o que não sou, pois o que sou hoje nada mais é do que apenas um reflexo plácido e seco para manter-me perante as dificuldades corriqueiras.Tem momentos na vida em que devemos tomar decisões que parecem ser absurdas, aos olhos de quem apenas enxerga o que há perante os olhos. A maioria das pessoas aclama os sonhos, as ideologias, os amores e a liberdade, porém quando o assunto é mais em baixo, o resultado quase sempre é o acomodamento. Mas, e os sonhos, e seus ideais, seus amores nessa vida, onde ficam? Eles são o segundo plano? Ah, queria eu ter tido coragem há alguns meses antes. Mas não devo reclamar. Isso apenas é uma constatação. A vida é assim mesmo, cada um tem um tempo para saber o que dói. Infelizmente a dor e a felicidade são sentimentos tão individuais que mesmo se eu te desse as chaves da cai…

No Palco com os Estranhos Familiares

“Did I grow up according to the plan?
And do you think I'm wasting my time doing things I wanna do?
But it hurts when you disapprove all along”

Esse negócio de família é muito estranho mesmo! Às vezes o que se tem é vontade de sair correndo e deixar todos falando com as paredes (principalmente quando falam em muito bom tom...), em outras horas, a vontade é de largar tudo só para ajudar, mesmo que seja para abrir aquela lata chata que só o dono consegue abrir.

Quando se está longe, a vida ganha a face de camarote, onde os protagonistas enfrentam os desafios de respirar enquanto aquele que partiu assiste de lugar privilegiado e analisa criticamente o que se passa. Só que em alguns dias, aquele que partiu retorna para ao palco e se sente incomodado pois a sensação é que não se pisa com os sapatos de sair no palco da vida.

Ai vem os sons, as palavras, as dificuldades e as diferenças... Chegam as coisas que se vê como erradas, mas que podem não ser tão erradas, pois se elas são assim é por …

A Imensidão de um Pequeno Segundo

"Something in your eyes makes me want to lose myself
Makes me want to lose myself in your arms
There's something in your voice
Makes my heart beat fast
Hope this feeling lasts the rest of my life"


Às vezes, o que você precisa para descobrir algo muito importante é estar dentro de um carro, dirigindo sozinho, indo de volta para casa. Algo maravilhoso aconteceu comigo há poucos minutos atrás e tinha eu que escrever sobre aquele momento que para mim é tão bonito quanto o momento do nascimento de uma criança.
É numa noite paulista, com temperatura agradável e céu estrelado de cidade do interior, onde um milésimo de segundo mais pareceu eterno em sua grandeza e me revelou algo que não sei colocar em palavras exatas, mas usarei daquelas que tenho (a ilusão de ter) o domínio para explicar-te como foi.

Às vezes, nossa cabeça gira em torno de momentos felizes, momentos tristes ou simplesmente momentos. Naquele momento pensava em um momento que aqui fica apenas a poeira de uma lembrança …

Se, não se...

Ah se eu pudesse, naquela noite banhada de estrelas reluzentes, a musa no palco, o vento gelado que pedia dos teus braços um envolvente abraço para aquecer os meus medos e prantos. Se eu pudesse, nada mais que um carinho é o que te pediria e que o mundo parasse naquela trilha sonora, onde amor se mesclou de forma mágica e única com o doce cheiro do seu corpo.
Ah se eu pudesse, gritaria sem medo para quem quiser ouvir, principalmente para os surdos de bem perto, que meu coração emana alegria quando perto de ti está, e que não há do que se envergonhar, não há do que esconder-se por detrás daquelas máscaras de desprazer.
Ah se eu pudesse, acreditaria que o que disse acima é o que é de fato, meu mundo seria mais azul porque nele os leões saberiam onde é o seu lugar e não haveria mais jaulas para prender tamanha boniteza.
Se eu pudesse, do passado construiria ao lado do meu castelo de cristal uma capelinha de ilusões para refugiar-me nas épocas de guerras, pois saberia que lá os anjos envolve…

Um dia Triste e Frio

Imagem
"Images of broken light which dance before me like a millioneyes, They call me on and on across the universe. Thoughts meander like a restless wind inside a letter box, They tumble blindly as they make their way across the universe."E são nessas horas que eu me remeto ao passado, quando minhas preocupações eram decidir em qual dia eu partiria e de qual forma seria. Agora, acho que estou no mundo real e minhas ilusões se desfalecem ao toque do sino das decepções.
Sei que com essas palavras posso me mostrar frágil e vulnerável, mas é isso que sinto no momento... queria estar por detrás do universo, queria fugir, ou abrigar-me entre os braços teus.
Queria ser melhor para você se orgulhar de mim, mas sou apenas o que sou e nesse momento estou extremamente cansado e apreensivo. Encontro-me em um caminho no meio de uma floresta densa, fria e úmida. Caminho, pois é a única coisa que posso fazer se não quiser apodrecer por entre às pedras de mofo. Queria eu era estar na confortável v…

Casa do Descontinuado

Imagem
O caminho é fácil: basta virar na segunda estrela à direita e seguir sempre em frente até ao amanhecer. (J. M. Barrie) http://ubbibr.fotolog.com/junnus/ . Todo ser tem um teto. No meu caso, ele é feito de placas muito finas de cristal... É como uma pequena folha desgarrada no outono, que do nada sae livre em busca dos seus sonhos... É aquele que ama tanto, à ponto de não saber se tem asas ou se não tenho chão para caminhar... São lugares sem cor, são sons sem palavras... é tudo no nada... são ilusões de um sonhador e é esperança... O meu lugar... o meu solitário canto de sala escuro e frio... Onde você, nobre desconhecido, teve a infeliz sorte de visitar.Se esperas por uma xícara de chá, por favor, não se decepcione se eu não levantar para esquentar a água, pois os meus pés podem estar doentes... ou mortos...

As Borboletas Que Só Você Entenderia...

Talvez nem tão aprumado, nem tão afastado... Talvez meio sem jeito, ou completamente desajeitado... E assim vai, pelos caminhos dessas terras sem cunho, sem amo, sem recinto algum à não ser a imensidão dos campos de girassóis que tentam nortear a ti e a mim por esses lugares gentis que dizem ser o que são, mas que são, na verdade, aquilo que você quer que sejam.
É sentir algo delicado, doce, afetuoso, e às vezes, bulir e atirar para o alto tudo aquilo que é de ser certo. Jogar para o alto, por altivez, por tentar achar o que está mais do que claro, por vontade de buscar por aquilo que já se tem, mas não conhece a imensidão verdadeira... Até que tudo pára e apresenta-se como verdadeiramente é, na fragilidade de um toque, como se nada antes tivesse existido, você se sente sozinho, desamparado, abandonado dos cuidados e carinhos.
Não é que eu espere a carruagem da felicidade bater nos portões do meu castelo de cristal. Eu nem ao menos sei o meu endereço e onde poderiam me encontrar... Apen…

O Avesso da Ruazinha Escura

Saber errar... Saber o que está certo? O que? Para que tudo isso? Para que esse jogo? Será que é um jogo?
É como tentar fazer as coisas certas e o resultado ser o contrário, é como fazer o melhor e dar tudo errado.

São lágrimas que descem pelo rosto... você está sozinho, mesmo sabendo que as coisas podiam ser diferentes e só não são por dois motivos: decepção e sensação de que era para ser assim.
É perder algo que sabe que não tem como repor. Você é único. Você é o ÚNICO!
É amar alguém, mas, mesmo assim, tudo acaba...

É como arriscar... é um jogo de tudo ou nada... de saber ultrapassar os limites, de perder as máscaras de si mesmo em frente àquele que ama... O amor é capaz de fazer esquecer até as rasteiras do destino... Mas se você nunca tentar, você nunca vai saber o tão valor dos meus sentimentos.

Mas, em meu lugar eu devo ficar... Eram linhas do destino que nunca deviam ter se entrelaçaram, e eu... Eu estava confuso, assustado, despreparado e cansado... Eu estava perdido dentro de mim..…

Guardar-me

Insiro minha alma em uma cúpula de vidro a partir desse momento. Por aquelas bandas ela deve permanecer por enquanto... ou para o sempre.
Deixo de lado meus sonhos, deixo de lado meus desejos mais íntimos para tentar sobreviver essa coisa que chamam de longa caminhada para a vida... Mesmo sem enxergar aonde isso tudo vai dar, mesmo sabendo que a tua falta me consome mais do que se eu estivesse em uma banheira de lava...

No momento, o que almejo é força, por isso, peço uma cúpula de vidro, mesmo que houvesse uma fila de cavalos alados à minha espera para levar-me ao paraíso, os deixariam partir sozinhos, pois o meu paraíso esta bem aqui, bem ai...

Queria eu entrar naquela barca que espera os desafortunados... mas sou tão fraco nesse momento que nem consigo alcança-la. Talvez porque eu tenha esperanças...

Dessas palavras sem nexo algum de um jovem descontinuado, faço-as como minha última prece. Estou preso nas brumas do cemitério do silencio a partir desse momento... Vou tentar deixar o tem…

Estrelas, Angústias e uma Xícara de Chá.

Uma lágrima anunciou essa tarde o tormento que seria o mar do meu castelo. Tive medo e agora meu mundo são palmos de agonia e dúvida.
Meu coração pulsa por uma raiva insana, indomável e avassaladora Meu coração pulsa emanando tristeza, sem ao menos saber qual a cor do sinistro que me atormenta. Se em minhas mãos um punhal eu tivesse, rubra seria a cor do meu ser, pois deixaria livre o calor do meu sangue escorrer no gume afiado da arma dos amantes para talvez desafogar-me. Essa dor me consome! A vontade que tenho é de gritar e correr para longe, para aquele lugar escuro e cheio de brumas, onde eu me encontraria com o senhor dos precipícios e de lá eu partiria...
Dessa corrida incontrolável, sinto os caminhos se estreitando e meu futuro cada vez mais incerto. Não tenho base, não tenho rumo... Meu destino? Sei lá quem é o dono dele! Nem sei se as estrelas saberiam me contar qual ele é.
Espero respostas. Pois o punhal continua em minhas mãos e ele ameaça tocar meu coração para então retirar…

Bom Céu, o despetar de um descontinuado

O que é pra ser vai ser! E o que é para não ser, não será! Parece simples chegar a essa conclusão, ainda mais quando colocadas em palavras de um ser que mal você conhece algumas páginas escritas em letras atormentadas.
Mas caro amigo, acho que tudo pode ser mais simples, mas dinâmico, mas vivo! Mesmo que às vezes minhas atitudes mostram-se o contrario das minhas palavras. As A tua vida é a constante guerra entre o fazer e o não fazer: de suas atitudes! Depende do que você quer e dos seus desejos.
No momento, deseje apenas a felicidade... isso é quase impossível de se ter para si o tempo todo, por isso deseje-a sempre! É pelo desejar algo que o faz ter momentos felizes.
Preocupo-me com o que você pensa de mim e quais são as suas reações perante os meus devaneios escritos e falados. Mas me preocupo pelo fato de ser o que é mesmo! Talvez as voltas dessa terra de sonhadores façam que das minhas palavras os cavalheiros das sete casas encontrem respostas até nas entrelinhas das estrelas, e que…

Carta ao desconhecido dentro de mim

Para mim, o que importa hoje não são os fatos, são as entrelinhas dos capítulos do livro antigo e empoeirado da estante da casa de Santine.
Eles são os melhores, mesmo que nos deixam a espirrar, os que são alérgicos, mesmo que eles, de tão filosóficos, fazer de minha mente um descompassado, incapaz de acompanhar os passos de cervo que, com velocidade e graça, ultrapassam qualquer limite do real. Eles são como deuses e se houver página mal escrita, e se houver pessoas que gritaram e deixaram o livro como sempre em aberto e interminável, não serei eu a fechá-lo, pois o amo assim: com suas especificidades.

Numa tarde chuvosa de fim de verão, disseram-me que sou como um livro, mas um diferente livro. Sou aquele que quando mais você se aprofunda nas obscuras páginas da vida, você descobre que não o conhece nada. Há mistério por trás de tudo, pois nem eu mesmo sei quais são minhas intenções, nem sei eu até que ponto posso dizer que sou honesto comigo mesmo e sei das coisas.

Se há um livro em m…

Palavras inauditas

Dessa vez não sei o que dizer... Queria apenas parar por um momento e sentir tudo o que está acontecendo. É muito rápido, é muito intenso, é tudo muito confuso! Não estou com meus pés no chão, mas também não tenho asas para voar ainda. Queria voltar para aquele lugar que nunca estive e viver para sempre no rancho das amarguras onde acho que é meu destino: a solidão!
O velho senhor, de suas pernas bambas, ancorado na bengala da consciência acoimada pelas coisas que não se foram feitas. Passeia pela triste tarde de sábado sozinho pelas estradas cinzentas. A multidão o olha e o que vêem não há significância alguma, não há esperança, não já o que fazer, ele devia morrer.
No bairro triste, onde as esquinas se perdem em becos sombrios da má educação, se perde o encanecido senhor das suas idéias e das suas lembranças. Caminha sem rumo e sem destino porque o que o resta são apenas fotos amareladas pelo tempo e pelo sal das lagrimas tantas vezes derramadas sob os olhos castanhos que tanto o enca…