Postagens

Mostrando postagens de 2015

2/3

Imagem
É a constante necessidade de movimento, exatamente como um tubarão em mar aberto. Somente assim não há morte, pois não se esquece. Mesmo ao escolher reprimir ou explorar, não se esquece. Mas se transforma, apenas isso. Muda-se os móveis de lugar, as ideias de lugar. Muda-se a forma de encarar as coisas. Pode até ser mais empático, mais individualista, mais feliz ou apático. Não importa, nada importa.
São nossas diferenças que nos unem. Mas o que seriam essas diferenças se não invenções do cotidiano que só servem para a gente querer quebrar a cabeça e demonstrar ser o que somos no contrário daquilo que imaginamos ser? Nossas diferenças são acasos, assim como nossas certezas, nossas inseguranças e tudo mais que dizemos ser nos mesmos. São cotidianos imaginados que temos e brincamos de ser o real.
Não sou mais o que eu fui, mas também não sou o que poderia ser, nem metade de qualquer parte. Sou classificável, vil e pequeno entre meus achismos que viram certezas, que viram vontades e qu…

Snaps

Imagem
Bem-vindos a nova ordem. A terra prometida agora é todo lugar.
É onde você está e tem acesso ao 3g, wi-fi ou qualquer outra tecnologia similar.
Você se esconde na esquina de duas paredes e se apresenta ao mundo explicitamente.
Você esconde o rosto mas deixa as hienas sedentas de vontades das tuas bolas.

Bem-vindos a nova ordem. A terra prometida agora é todo lugar.
O seu quarto já é coletivo. Várias mãos passam por todo teu corpo. Te julgam.
Você se sente bem, como um rei, pois é desejado entre esse leque de opções.
Você seleciona, e se alimenta fartamente pelas inúmeras palavras sujas que ganha.

Bem-vindos a nova ordem. A terra prometida agora é todo lugar.
As paredes não existem mais, nem privacidade, nem amor, afeto ou ternura
Você se dedica em cultivar-nos, como gado, oferecendo a visão da tua juventude
Você é o mais bonito, pq esconde o rancor que tem pois isso te arruinaria.

Bem-vindos a nova ordem. A terra prometida agora é todo lugar.
Não existe medo de fantasmas, eles foram diluídos nas…

Incertezas

Imagem
"A incerteza foi sempre o chão familiar da escolha." Zygmunt Bauman    Dobro cada instante do cotidiano em busca de algo simples, porém de difícil nomeação. Seja nas chatas manhãs que insistem em me empurrar em direção às tramoias do cotidiano de um medíocre professor ou no velado conforto das paredes que cercam meu quarto, sou sempre surpreendido pensando em você.
   Sua forma, de nada traz, se não abstrata ideia. É volátil! Transborda-se em desejos de ser e de se entregar aos padrões que reinventa a vil prazer, sem deixar de lado a irônica vontade de ser um novo, mas a partir daquilo que disseram ser o melhor, o mais certo, o mais bonito.... De tudo um pouco, só que às avessas.
   Subvertemos os códigos do insensato amor próprio, e tornamo-nos bons anfitriões para esse hospede cuja única coisa que soube demonstrar foi o caos e a beleza de ser quem é. Não é de se admirar cuja idade que tem não carrega na face, a dor das perdas passadas. Dores que não tiveram o luto necessário,…

Invídia

Imagem
Eles me permitem ver as horas dos cotidianos deles e me apego aos detalhes das licenças auto postas dessa fortuna. Eles não se importam em mostrar suas caras amaçadas de sono de uma noite mal dormida, pois seus sorrisos não personificam nada menos do que a própria felicidade.
Quem não vai admirar os pequenos códigos que eles trocam, em forma de segredos? Mas será que eles sabem que é tão claro, como um cristal, e que todos podem entender que eles se amam e se divertem juntos?
Eles são se importam com o que os outros se importam, porque a preocupação deles é escolher a roupa mais bonita e usar o melhor perfume, apenas para agradar a outra parte amada. Nesse contexto, se os teus segredos já não são tão segredos assim, quem seríamos nós para julgar tamanho descuido?
Mas eu sou Invídia, uma deusa que vê na felicidade de casais como um espelho de minha agonia eterna. Mas não tenho nenhuma ferida aberta assim como aquele casal apaixonado não é nada próximo a mim para causar-me qualquer injust…

A outra metade da conquista

Imagem
Tenho 21 anos. Agora sou considerado um adulto pela sociedade e pelas leis do meu país. Estudo em uma das melhores universidades e o meu curso é um dos mais renomados da área. Hoje, fui aprovado em primeiro lugar em um processo seletivo do meu curso. Além disso, sou estagiário desde o meu primeiro período da universidade e o projeto de iniciação cientifica que desenvolvi junto ao meu orientador foi aprovado há poucos dias.
Em pouco mais de um ano da minha vida acadêmica fiz tudo o que pude para conseguir ver sentindo em minhas escolhas. Tento me destacar, mesmo tendo em mente que alguns de meus colegas tiveram uma formação melhor que a que eu tive. Não compito como meus colegas, sei que o mundo é muito maior do que as 30 e poucas pessoas da minha sala. Este mini mundo só faz criar distância entre as verdades do mundo capitalista para vivermos uma utopia. Que bom que é assim!!
Eu sei que isso pode parecer coisa boba, para você que já passou por isso ou que acha que dramatizo demais. T…

Acusações sobre o tempo e sobre os traumas

Imagem

A virtude da compaixão

Se entregar é uma atitude de desapego. Desapegar-se de nossos orgulhos. Deixar ser humilhado, ser tocado pela desonestidade, naquele canto do teu mais íntimo que reservou para ser chamado de nosso. Desapegar não acontece de forma equivocada. É algo que mais acontecendo quando o seu cotidiano é emanado por energias novas. Energias que me trouxeram mais cor.
Ao mesmo tempo, você construiu teu cômodo com tijolos do companheirismo, mas os entrelaçou dúzias de difamações. Como se olhasse para esse lugar chamado de “nós” um espelho de ódio a mim, que creio nunca entender os motivos.
Se entregar é uma atitude de desapego. Desapegar-se de nossas verdades. Pois, não importa o que se faça. Existe uma teimosia na verdade! E ela faz de tudo para aparecer. Ela é como uma criança birrenta que você tenta dissuadi-la que o mundo não gira ao seu redor, mas ela só consegue entender o que lhe agrada, e quando ameaçada, nos empurra para bem longe de qualquer paz de espírito.
Quando a verdade chega à sua p…