Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2005

O Amanha

Filme: Dogville . "Dogville te faz refletir sobre a pobreza de espírito , a falta de amor pelos outros e a falsidade do ser humano" . Algo dentro de mim me diz que a vida não devia ser como é. Pq há tanta coisa ruim?, pq há coisas que as pessoas valorizam tanto sendo que essas coisas não são boas?... Eu sei que o que pode ser importante pra mim não precisa ser importante para todos, mas há coisas que não consigo ver alguém desejando elas.
.
Sinto meu coração querendo explodir, as vezes me sinto preso numa gaiola e que tento escapar, mas em cada movimento meu a gaiola diminue e eu não sei o que fazer.
. Como o ser humano pode ser em muitos momentos tão mediocres, tão sem amor? Eu me vejo às vezes sendo assim também, o que é muito ruim, pois isso é contra todos os meus principios.
.
Sabe quando você sabe qual é o caminho certo para você, aquele que você escolheu, tem o mapa e todos os mantimentos para chegar até o objetivo mas parece que algo mais forte do que tudo te faz desviar do cam…

Novo Ano

Music: “Across the Universe” Fiona Apple
.
Ow, como é bom viver. Não é? Hehehe, até uns dias atrás minha vida estava uma merda (desculpe-me o termo), mas era realmente uma merda... Parecia que nada ia dar certo, e, para piorar, as festas de fim de ano, onde a felicidade é uma obrigação, o que só me ajudou a cair ainda mais. Meu, nem sei como as pessoas conseguem estar tão felizes mesmo, muitas das vezes, sem motivos, ou pior, mesmo a vida sendo uma merda (perdão, outra vez), nessa época as pessoas parecem que se transformam em outras, em alguém super feliz, como se a vida estivesse uma maravilha. Eu não sou pessimista, não; porém não consigo fechar os olhos para meus sentimentos para demonstrar algo que não é verdadeiro só para estar de acordo com “as regras do jogo”.
.
Mas, num outro dia, senti que as coisas podem estar mudando. Isso me deu uma recarga de energia vital que estou quase por explodir, não de alegria mas de esperança. Esperança de poder conquistar o que quero, nem sei quando…