Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2008

Previsões Intempestivas

Sem muito a dizer, vou apenas avisa-lo que, de um modo ou de outro, consegui persuadir a dona do destino a me contar o que acontecerá. (depois não devo me esquecer também de contar que a dona do destino é uma louca de dar dó!). Contudo, sei onde encontrar o diário do Sir Teegoh agora só falta encontra-lo, por isso viajarei um pouco dentro de mim mesmo e mais longe do que já fui! Pode ser confuso um pouco o que tenho pra ler lá, contudo, acho mais confuso o que tenho a falar... Por isso não falarei mais até um dia desses.Dica: Tome um pouco de chá de camomila. É o meu predileto! Se tomar, me conte, pois me deixará feliz em saber!

inacabado

Cinco tijolos foram cimentados mais uma vez um homem chora... mais uma vez ve-se a derrota a tristeza de ver que nada mais o cerca além de tijolos ... humanos...

Minha dança

Pois nem sempre pensei que o que eu queria fora mero acaso, nem tampouco acho que tudo é movido por um moinho do destino, que nos consomem a seu gosto e tempo, sendo de tal modo onde nós, como um bando de grãos soltos e inanimados, dançassem ao som de sua música e seguindo a sua coreografia.Não! Sinto o teu braço, ao me segurar pela cintura! Sinto-me sendo conduzido pelos inesperados prazeres de uma conversa silenciosa, entre giros e improvisos, todos tão harmônicos para nós, tão contraditórios para eles... mas, quem são eles? Não sei quem são, também não me importo com isso... afinal, pode até ser que temos um limitado salão de festas, mas os pés ainda são meus, e juntos, não só desafiamos as regras do tal destino, como brincamos de criar: criamos qualquer cenário que nossa imaginação quiser.Mas se às vezes o salão parecer ser limitado demais para a nossa dança, proponho com este gentil convite, que deixemos o salão para dançarmos à nossa musica sob a noite e suas estreladas. Olhe pa…