Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

Truques para viver

Foi o reconhecimento ou a monotonia urbana que moldou assim a condição dos homens? Espero que este fluido ratoneiro de devastação não cumpra o dever de seus dias prometidos...
Não gostaria de perder as minhas esperanças. É o que me resta por aqui, além da solidão. De todo modo, há ainda algo a se considerar: Eu ainda posso ver as mãos da vida em mim.
Como pudemos nos perder dessa forma? E eu que pensei que cantávamos juntos... Pensei que nesta brincadeira e contradições fossemos os melhores domadores de leões...
Mas tudo bem. Tudo deve ficar bem um dia. Eu espero que este pássaro voe para longe. Talvez, em outros tempos e outras terras, poderemos juntos andar novamente.
Como nossa graça pôde desvanecer desse modo? Ao menos, aprendemos muito no caminho. Eu deixei o jantar de restos pronto para a noite. Mas o entardecer toca meus sonhos em azul.
Você conseguiu tirar-me do meu castelo do céu. Você ouviu minhas idéias e sorriu pra mim. Mas eu sabia que minhas pernas eram frágeis E talvez eu não tenha pas…

Entre...

Talvez eu nunca encontre os teus defeitos debaixo da ponte. Porque renasci enquanto caminhávamos juntos, nos sonhos. Porque descobri o refúgio dessa insuportável sociedade-paz.
Mas, tudo bem! Um passo de cada vez... afinal, eu já cai. Estou no chão mais uma vez e nada mais quero pensar. Mas, tudo bem! Um passo de cada vez... devia assim ser. Estou no chão e desta vez pode ser que eu fique por aqui.
Talvez eu não realize os meus desejos mais íntimos por aqui. Porque parece que o meu tempo não é contato nos segundos. Porque sou dono de um mundo que ninguém quer morar.
Nem eu...
Talvez eu tenha me enganado sobre a textura dos teus beijos. Porque não encontrei lembranças ternas na minha cabeça. Porque sentimento sem troca é saudade de quem se foi.
Mas, tudo bem! Não poderia existir o nós, por aqui. Estou cansado de dançar esta música sozinho. Mas, tudo bem! Não pode existir nada além do eu. Estou cansado de segurar todos os lados do laço.
Talvez eu renasça outra vez e aprendo a andar de patins. Porque já d…