The Little Guard of Illusions

Hoje o dia ficou extremamente gelado. Desculpe-me, mas não pude conter as lágrimas, o mundo desabou sob minha cabeça e não sei o que fazer para parar de chorar. Retornei ao meu castelo de cristal, minhas malas estavam postas ao meu lado. Não pude segurar as lagrimas, perdoe-me, por favor. Juro para ti, por tudo o que és sagrado nessa terra grande, eu lutei contra mim mesmo. Lutei com todas as minhas forcas para manter-me sob controle, lotei tanto que a morte seria uma dor infinitamente menor do que a dor que senti por esconder-me de mim mesmo.
.
Ah que saudades dos meus jardins de primavera. Estou coberto de neve, como a pequena vendedora de fósforos e talvez o meu destino não seja tão feliz quanto o dela. Afinal, não sei se a inocência se perdeu por esses caminhos, mas sinto-me nu, estou descamisado de esperanças e não me resta nada nessa vida sem tuas palavras doces.
.
Descobri hoje as palavras que me faltavam. Descobri alguns porquês dessa vida e de algumas escolhas. Descobri a tamanha identificação com aquele filme ou estória que me apaixonei há 16 anos atrás. Hoje sou capaz até de afirmar sem medo que seria ele um sinal, uma devaneio da minha alma.
.
Descobri que sou capaz de suportar qualquer coisa pelo meu verdadeiro amor. São as línguas de sangue que vão tirar de mim, para ao seu lado poder eu permanecer, mesmo que esta união seja a quinhentos quilômetros de distância. Silenciar-me-ei a partir desse momento, não me restarão palavras, pois essa máscara é a qual escolhi para então poder estar ao seu lado, mesmo que seja no duro e infinito encarceramento da solidão. Sentirei até o último momento da minha vida as dores nas pernas, pois o caminho de chão firme foi o que impuseram para mim se contigo quiseres eu permanecer. São essas frágeis pernas que suportarão cada segundo da sua ausência, cada insuportável segundo da sua ausência.
.
E se, ao entardecer do terceiro dia, eu não conseguir te convencer que o meu amor é verdadeiro e por ele vale qualquer esforço lutar, não chore ao ver meu corpo se diluir em espuma no mar dos despreparados. Por favor, meu grande amor, não chores, ao invés disso, olhe para o céu em uma noite banhada pela lua e pelas estrelas. Se você olhar bem, lá estarei eu, uma pequena e muito insignificante estrela que brilhará sempre e vigiará os corações apaixonados. Aquela estrela é minha alma, minha alma imortal.
.
Pois sinto que parte da minha alma partiu hoje cedo. Foi-se lá para cima, no céu, para te acompanhar eternamente, e quando perceberes as gotas de chuva a tocar seus ombros, sinta-os caridosamente, pois são as lágrimas da minha alma imortal.
.
Mas tudo, enfatizo tudo o que se faz nessa vida vale a pena se és feito com amor verdadeiro. Sei que devemos ser prudente, sei também que a cautela e a discrição em nossa sociedade são quesitos básicos para se viver. Pois então, visto a máscara da sociedade, deixo que cortem a minha língua (minhas palavras para sempre serão censuradas por mim mesmo), e agüento a dor nas minhas pernas novas (pois assim eu escolho).
.
Sei que minhas palavras ilustram meus sentimentos de forma a fugir do controle do racional e sei que você sabe a medida de cada coisa que eu digo. Mas, tudo isso eu quis colocar para dizer-te que o meu coração a ti pertence por toda a eternidade. Se há dor, se há luta e sofrimento. E se eu cair, se for feitas cicatrizes eternas em minha desprotegida pele, são apenas minúsculas e medíocres marcas comparado ao meu eterno amor por ti.
.
.
Se puder, assita esse curta, ele tocou minha alma, talvez toque a sua também.

Comentários

driftin' disse…
Bastou o riscar de um fósforo nas grades frias da noite e o espaço iluminou-se com o brilho da ternura. Talvez seja um devaneio; um truque da escuridão; a mistificação mais óbvia que enfatiza o desespero. Talvez seja tudo isso!... Quero crer, em qualquer caso, que é a esperança que se ergue sobre o cais da solidão.

...Por que há-de ser diferente o teu destino? Porquê?
pensamento disse…
Os dias passam, o mundo acontece e apesar desse sentimento, guardas em ti uma ebulição que te faz sentir perdido. Sei que com o passar do tempo irás descobrir situações e pessoas maravilhosas, com as quais poderás crescer muito e determinadas coisas de um dia já não de magoam mais. Devaneios da alma, caminhos descontinuados, difusos momentos... é aqui que te encontro. Gosto muito do que escreves.
Abraço
Bel disse…
Eu vou chorar!

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre