Minha Deliberação...

"Peço-te o prazer legítimo
E o movimento preciso
Tempo tempo tempo tempo
Quando o tempo for propício
Tempo tempo tempo tempo"
.
.
Ainda estou a pensar por quanto tempo devo ser o que não sou, pois o que sou hoje nada mais é do que apenas um reflexo plácido e seco para manter-me perante as dificuldades corriqueiras.Tem momentos na vida em que devemos tomar decisões que parecem ser absurdas, aos olhos de quem apenas enxerga o que há perante os olhos. A maioria das pessoas aclama os sonhos, as ideologias, os amores e a liberdade, porém quando o assunto é mais em baixo, o resultado quase sempre é o acomodamento. Mas, e os sonhos, e seus ideais, seus amores nessa vida, onde ficam? Eles são o segundo plano? Ah, queria eu ter tido coragem há alguns meses antes. Mas não devo reclamar. Isso apenas é uma constatação. A vida é assim mesmo, cada um tem um tempo para saber o que dói. Infelizmente a dor e a felicidade são sentimentos tão individuais que mesmo se eu te desse as chaves da caixa de Pandora você nunca sentiria o mesmo perfume que senti ao abraçar-te.
Aprendi essa semana que a juventude me permite arriscar mais e, consequentemente, correr atrás dos meus sonhos mesmo que eles sejam pular no mar das temperanças. Mas que o tempo me proteja desses pesadelos, pois desses males meu mundo está cheio e quero outra vez sentir o vento tocar meu corpo como se fosse o teu abraço aconchegante. Saio desse período um pouco machucado, mas que dessas dores as cicatrizes não marcaram meu corpo, pois superei cada segundo e, mesmo que isso seja apenas para confortar-me dentro do meu castelo de cristal, tentei entender os motivos que possivelmente as palavras e textos antigos caminharam para esse fim. Mas apenas um fim de um ciclo que prefiro encarar como um novo começo.
Sei que a dor de cada um é um universo particular, onde cada estrela, cada ponto luminoso e cada planeta que o rege são únicos e, por mais que eu que tenha a ilusão de conhecê-lo integralmente, nunca chegarei perto dos ouvidos da tua consternação. A minha prerrogativa, nesse lugar tão misterioso é apenas observar a tua evolução dando-te apoio no caminho de pedras escorregadias.
Tive que escolher nessas tardes de inverno seco o que eu queria seguir a partir de então. Foi um daqueles momentos em que se chega em uma das encruzilhadas da vida e, independentemente do que se escolher, a responsabilidade é somente tua e, na maioria das vezes, irrefutável. Eu conheci as regras, eu soube jogar até esse ponto, e sei que tenho a capacidade de jogar até onde eu bem entender, mas eu tinha que escolher, eu estava na encruzilhada da vida.

Eu escolhi trocar o conforto de certa estabilidade, por novas fronteiras de conhecimento...

Essa foi a hora da minha deliberação...


"De modo que o meu espírito
Ganhe um brilho definido
Tempo tempo tempo tempo
E eu espalhe benefícios
Tempo tempo tempo tempo"
Maria Bethania - Oração ao Tempo

Comentários

Tempo tempo tempo tempo...

A deliberação no universo particular signfica quase sempre novos sonhos e novos olhares. Colocar a boa imaginação para funcionar sempre e fazer a vida pulsar dentro de nós. Perceber uma nova visão de tempo... tempo...

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre