Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2008

Fantasmas de Mim

Às vezes eles tentam ditar um conto de amor e horror como se fosse algo do mundo do maravilhoso; como se fosse algo à que se espelhar. Às vezes, os contos contados são tão bem estruturados que acontece uma bonita confusão até! Onde, entre as luzes coloridas, o som das batidas frenéticas, os gostos, os cheiros e as pessoas, tornam o ambiente num ambiente onde poucos. De fato são príncipes, e, poucos ainda são mais que isso: são pessoas que se apresentam com um mínimo de substância.O conto contado termina, é hora de dormir. Mas a mente não pára. Têm curingas na minha cabeça que não deixam nada escapar do delirante entorpecer de uma mente insana. É um caldo, um plasma a engrossar entre coisas do passado, do agora e do sempre... Sem pretensão alguma, mas com muita vivacidade, ao gosto do espectador de mim mesmo, percorre este ser, por caminhos extraordinários. Ontem, mesmo sem saber que era isso que procurava, fui atrás de um aniquilador de mitos e de histórias de pessoas. Decidi procurá-…

Aos anônimos e aos novos conhecidos

Um alguém, uma alma me escreve, numa madrugada comum, a seguinte mensagem enigmática " Sempre leio seus textos. De alguma forma, eles me ajudam a entender melhor a vida! ". Era um anônimo, não me deixou nem pedaços de miolo de pão para eu encontrar o caminho até ele. Mas, espero que ele volte, e me deixe um bilhete... . Um alguém, que conheci numa madrugada... tão instigante... tão questionador... tão duro consigo mesmo e com palavras... quero falar de novo com ele... . . Para eles... . Tae, por mais que não se espere por isso, mas se quer aquilo, podemos nos surpreender como com que as coisas se dão. Por exemplo, do nada, me dizem o que preciso fazer... mas não o que eu preciso fazer, na verdade... ele diz o que ele quer olhar... o que não quero ouvir, mas sei que é algo verdadeiro... enfim, escutamos e dizemos o que bem entendemos!

Mas, nessa quase torre de babel de entendimento (ou desentendimento), acabo que por me surpreender... não só pela excêntrica maneira que nos comportamo…

Bonito Desastre

Bonito desastre. Dentro de mim há algo que me inquieta. As salvas da noite, brancas neblinas acompanham-me por horas fio, enquanto eu... eu apenas fico como uma incógnita plácida, frente o girar do mundo... Eu cruzo meus braços à espera de um milagre.

Bonito desastre. Um dia, nasci para então conhecer a dor de ter algo e perceber que talvez fosse melhor eu apenas ter a doce e venerável lembrança. No momento tenho que lidar com a decepção em meu coração e um gosto ranço de rancor que parecer acoitar-me ao pensar nele.

Bonito desastre. Minha vida parece ser neste momento não mais do que uma caixinha totalmente descartável. Como uma daquelas, que colocam todas nossas decepções em papéis e recordações de revistas.

Bonito desastre. Dizem que temos que ser forte... mas essa batalha me parece ser desleal, injusta, desnecessária! Absurda! Não sei se quero lutar, mas eu não sou fraco, apenas não tenho vontade de lutar contra alguém que devia me amar.

Bonito desastre. Nasci para talvez conhecer um …