O Diário de Teegoh – Semana 33

Como posso casar-me com alguém que nunca vi na vida? Lembro-me daquela lânguida menina a me visitar nas férias... uma triste filha de nome farto das terras do além-mar. Raios! Não posso desposá-la simplesmente porque minha mãe tem um acordo com o pai da sortuda! Não! Não é que eu não possa... eu não QUERO!

Mas, deixe vir... minha tão caridosa mãe chegará daqui dois dias... Hei de convencê-la que tal congruência não é digna mais, afinal vivemos no século XX! Enfim... para formar este teatro, meus colegas de classe estão a me irritar com este assunto. Estão a me chamar de “o sortuno” ou “o afortunado”... não acredito na sorte, do modo como eles a descrevem... bastardos!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre