Sillenccium Familiari

Não se dorme mais nessa casa.
O silêncio é demasiado grande,
Demasiado ensurdecedor.

Amamos-nos,
Sei que nossa mãe tem bons conselhos para nós.
Mas nem sempre são doces suas palavras
Tento agradar a todos. Esqueço de me agradar
Perdido eu fico, mas me lembro que
Amamos-nos,

Somos crianças querendo nos ajudar umas as outras
Andamos de mãos dadas, mas não nos olhamos
Faltam-nos as palavras. Falta-nos a coragem de dizer
As coisas simples e de dizer o complicado “eu te amo”.

Amamos-nos,
Sei que nosso pai nos ama, sem demonstrar.
É difícil entender nossas atitudes, neste momento
Quando no fundo, nossa vontade é de se abraçar,
Esquercer o mundo e os problemas e dizer que
Amamos-nos,

Mas hoje ainda não é o dia
O silêncio faz com que aprendamos,
Com o salgado das lágrimas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre o cotidiano