O Diário de Teegoh - Semana 06

Não entendo mais o que se passa comigo. Tem dias que sou como Alexandre, o grande, em outros, o Quasimodo de Notre Dame se aparenta melhor que eu. Mal consigo olhar para um ser inofensivo, enquanto desafio a fúria dos titãs. Que cisma, a minha!

Talvez, a eminência da revolução tem me deixado com os nervos à flor da pele. Por incrível que pareça, sinto um pouco de saudades da vida na fazenda... (espero sinceramente que este caderno não tome voz própria, pois cá começo a escrever palavras de sentimentos que dificilmente ouso falar em pensamento, muito menos em voz alta). De todo modo, está muito nítido, algo em mim está diferente, e não é o corte de cabelo!

Talvez o isolamento que me coloquei neste lugar fez minar em mim preponderâncias que antes não existiam nem como hipóteses... Como é estranho caminhar com as próprias pernas. Dói sentir que cada passo é tua própria responsabilidade... que não publico de defensores e acusadores... Ao mesmo tempo, poder ir onde bem querer, não ser tachado de louco ou algo do gênero (se bem que já observervei algumas pessoas tecendo comentários umas com as outras nos corredores, até mesmo nas salas da academia, sobre mim, mas não me importo). Enfim. Teegoh.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre