Boas intenções

Acredito em boas atitudes! Elas delineiam o pensar e a intenção, assim como as promessas! Mas as promessas podem se tornar fardos pesados, a se carregar quase que de modo insustentável. Mesmo que no final deste outono a promessa se tornar algo não real, somente pelo fato de se ter uma perspectiva (uma intenção) já é mais que o suficiente para fazer-me sentir bem.

Mas, como aqui o campo é etéreo demais, onde as palavras correm por tempos diferentes e espaços tão vastos como os da interpretação, lhe ofereço apenas o meu sorriso, acompanhado ainda com uma risada gostosa, para, enfim, dizer-lhe que nem sempre nossos juízos correspondem ao que o outro é, e, acima de tudo, nunca duvide da capacidade de surpreender-se.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre