Algo de dentro pra dentro

Acho que me perco um pouco... são tantos que nem sei por onde começar... começo a pensar que nada existe e nada vai existir além dos pensamentos que vivem me atormentando, cobrando-me algo... cobrando um alguém mais correto.

Enquanto isso, independentemente da minha vontade, eles nascem e amadurecem dentro de mim e, apesar de eu já ser um pouco grande, às vezes, o espaço aqui parece pequeno para todos... mas, por outro lado, há algo que não me impulsiona!

Queria usar o meu tempo pra fazer mais! Mesmo que eu jogue fora depois de feito, ou que ninguém nunca leia nada... apenas queria me sentir bem comigo mesmo... Eles vêm! E são tão fortes que se misturam comigo mesmo! Às vezes sou eu quem vos fala... às vezes é um deles ou vários ao mesmo tempo... e assim, parece ser no meu cotidiano também...

É quase uma brincadeira de sentidos. Sim! Creio que posso descrever assim sem causar maiores constrangimentos: Em um mundo onde tudo o que é pode não ser, eu brinco de ser um pouco de cada um, mas sem com isso desrespeitar-me, afinal, eles sou eu e, consequentemente, eu sou eles... Eu sou tantos que nem eu sei bem quem sou. Mas, isso não me preocupa mais (ao menos por enquanto), pois tenho uma certa sensação de controle, enquanto eles... bem, eles ainda tem os caminhos que eu construí, tem as flores que plantei e tem os amores que eu construí, só não posso dizer que eles olham para tudo isso do mesmo modo que eu olho.

Tudo parece ser tão grande e tão belo aqui... pena que nunca conseguirei mostrar para vocês. Eu não estou sendo pessimista! Contarei todas as histórias, mas elas nunca serão para você como são para mim. Olhe, não estou falando de nenhum tipo de relativismo... digo isso simplesmente por saber que o mundo daqui é perfeito demais! Tão perfeito que as palavras de cá não são suficientes para tanto, além disso, mal consigo juntar algumas letras que já se esbarram com minha medíocre educação.

E para não dizerem por cá que não digo muito, só posso dizer que já disse algumas boas peripécias...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre o cotidiano