O Jogador (parte 2)


Amanhã, ao acordar, vou ver que o mundo mudou.

Terei flores no lugar de lixo, poesia ao invés de rispidez.


Amanhã, ouvirei a tua voz, rouca ainda de recém acordar,

proferir palavras de carinhos e com um beijo suave você me despertará.


Amanhã, seremos tocados pela luz do dia depois de uma noite chuvosa.

As cores estarão intensas...

mas o horizonte será aquele que quisermos desenhar.


Amanhã, o desjejum será servido na cama.

Sinta o cheiro da manteiga a dançar os caminhos incertos do pão ainda quente! Acompanhe-me em todas as delicadas sensações.


Amanhã, o tempo se guiará através da melodia dos ventos juvenis de primavera.

Não haverá mais dor.


Amanhã, o infindo deste mundo se alegrará ao perceber

que não há mais distinção entre o começo e o fim de nós.

Seremos um!


Amanhã, o dia será minha vida.

Este é o meu cordial desejo: ...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre o cotidiano