Meus Olhos


Meus olhos, aqueles que carregam a dor e a verdade que só eu vejo. saturam em si o gosto da vida sem se esquecer das feridas de outrora. Contudo são as cicatrizes das feridas que ele mais se orgulha, afinal se estas vivo neste momento és porque vivenciou o mundo, soube olhar a dor e dizer com desdém e até um certo ar maroto que nada é maior que o amor que tenho no peito pela vida

Meus olhos, aqueles que impregnam e marcam as rasteiras do tempo, já vejo as marcas dos segundos resplandecerem o instante caído, mas vejo também a sabedoria que me trouxe a confiança em ver que é com o orvalho das noites escuras e frias que brotam as folhas e flores do alvorecer cantante. Se chamas pela vida, então olhe nos meus olhos, por favor.

Meus olhos, aqueles que demarcam minhas palavras. Que mistificam minhas crenças e em meus íntimos momentos deliram o sabor doce dos beijos e palavras. Sinto a vida! E meus olhos são espelhos de mil facetas... você vê o melhor de mim e vê também o pior de mim... você vê aquilo que quer ver, mas, não se engane, meu caro, pois se pensas que vê tudo, não se esqueças que estás a mirar um espelho, e podes estar a ver o teu reflexo.

Meus olhos, aqueles que buscam o horizonte e as todas as cores do mundo! Buscam o ardor dos apaixonados e clamam por um pouco de paz. São cravados de esperança, pois vive e busca o melhor para ver e sentir. Guardam no mais intimo, pedaço de papel esquecido no fundo da alma, o que tens de mais puro. Conhecer-me-ias bem se puderes olhar em meus olhos e perceber o mundo que está pronto para o amor.

Meus olhos carregam, impregnam, demarcam, buscam... Enfim, meus olhos são castanhos de carvalho novo! Cumpre o destino do libertino que se afigura através de um menino que sonha em um dia dizer que és um homem não apenas por ter as rugas do tempo, mas por de fato ter plantado no cerne do riacho entristecido um sorriso bonito... Somente assim meus olhos poderão encerrar-se num leito de rosas eternas.

Comentários

driftin' disse…
Há coisas que nos surpreendem de uma forma inexplicável. Este texto podia ser a mensagem de um náufrago - não no mar, mas na vida!...

Num outro ponto do mundo, alguém recolhe a garrafa. Alguém capaz de responder ao apelo e que, em simultâneo, é resgatado das suas próprias tempestades.

São assim as palavras: sementes lançadas na terra fértil!...

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre o cotidiano