Um Currículo

Eu sei que não sou especial, que tenho todos os defeitos clichês, sou chato e às vezes não enxergo nem o que está escancarado na minha fuça. Sei que sou às vezes um tolo, outras vezes inocente e até influenciável demais!

Sou um entusiasta com o diferente e novo para mim e, às vezes, me machuco e machuco os outros. Não sou nenhum revoltado sem causa, mas tenho os meus questionamentos que podem ser diferentes dos teus.

Eu sei que não sou especial, um tolo e inconseqüente quase sempre é o que eu sou. Por mais que eu procure o que há de melhor nos outros eu me esqueço que nem todos têm que ser como eu gostaria que fossem...

Sou um cara que gosta de coisas populares e se diverte com pouco, por outro lado, conheço um pouco de arte e acho que histórias em quadrinhos é uma arte muito interessante!

Eu sei que não sou especial, sou sensível demais ao mesmo tempo em que sou impaciente demais, teimoso demais... mesmo querendo e buscando algo que considero ser o bom, eu me esqueço que o meu relógio não é o mesmo que o teu.

Sou um menino que quer brincar de ser homem, mas quer tentar ser gente grande de um jeito novo, e que esse jeito novo é exatamente igual a qualquer outro jeito: é diferente! É especial!

Eu sei que não sou um rapaz especial, mas o meu amor por ti, este que me faz pensar em ti como um adolescente que acabou de ganhar o primeiro beijo e está empolgado com o mundo; ele me faz tornar um rapaz especial!

Sou um rapaz especial, pois sei que apesar de toda essa humanidade destrambelhada que há dentro de mim, há também algo que você percebe ser bom e que não há currículo algum ou palavra alguma capaz de descrevê-la.

Eu sei que sou apenas um bocado de coisas estranhas em um pacote desarrumado... quem sabe, em um dia qualquer eu lhe surpreenda com uma história qualquer de um cotidiano qualquer, afinal, isso sou o que sou e o que não sou...

Mas, na verdade, nada disso importa... pois não existem palavras capazes de desbancar o que suas impressões lhe ditam.

Comentários

B. disse…
Interessante como você verbaliza você mesmo.
Eu falo melhor por imagens, pelo menos tento.

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre o cotidiano