Em busca de algo...

Hoje, talvez, a melhor coisa a fazer é simplesmente não falar sobre isso... Apesar de que, o que eu mais queria era falar, ou melhor, gritar para ver se você, ao menos por um simples segundo, me escutasse e assim o mundo nasceria um pouquinho melhor.

Não que o mundo não esteja bom, não to querendo dizer também que ele esteja o paraíso na terra. Acho que grande parte desse paraíso infernal é de nossa responsabilidade: somos nós que, montamos os obstáculos para depois ou enfrenta-los ou lamenta-los.

É tudo muito louco nessa corrida incessante da vida. Não há quase tempo para respirar. Não há tempo para brincar e quando se tem algum tempo, ele é, muita das vezes, perdido com irritações ou coisas irritantes.

Mas, nada disso importa! Nem sei mais o que importa, pois, te pergunto, é isso que você quer? Sinto-me um idiota às vezes de querer fazer algo sendo que no fundo tudo o que você quer é exatamente o contrário (ou assim se demonstra ser por suas atitudes)... Mas, se você me diz que não tá legal de um jeito, porque então não tenta fazer de outro???? Porque você não tenta!???? Eu te ajudo, sempre te ajudarei, você sabe disso!

As barreiras, ou obstáculos, ou sei lá como você quer chamar isso, são, em grande parte criadas por nós mesmos, ou ainda, se elas não são criadas por nós, acredito que elas são apenas momentos de reflexões de nossas escolhas... Mas, porque tudo tem que ser colocado de modo tão difícil?

Acho ainda mais, temos obstáculos (ou como você queira chamar) que podem muito bem serem simplesmente tirados de nossas vidas. Do mesmo modo que se joga no lixo uma comida vencida. Você já pensou nisso?

Sinto-me nesse momento decepcionado! Pois nada disso me parece ser algo sensato a se fazer, ou ainda, isso não é algo sensato ainda mais quando se sabe o que é sensato! E não me refiro a nada moralista ou coisa do tipo, apenas digo aquilo que vem do coração e é filtrado pela razão num pensamento até equacionável: são aquelas coisas que você diz não ser legal!

Minha decepção é acompanhada pela frustração de um empenho que hoje vejo como teatralizado, pois, se comigo é de um modo, porque sem eu ele é de outro? Será que nada importa? Será que somos as mascaras ate com nós mesmos??

Mas, é assim mesmo, pois amanhã temos as desculpas e os remédios que podem ajudar a cobrir essas faltas de nós mesmos... abusamos de tudo, do espaço, do tempo, das pessoas, dos pensamentos... mas o pior é que abusamos de nós mesmos... para que isso? Para QUEM isso???

Sinto-me decepcionado pois eu vi tudo isso diferente e isso me faz crer que nada é impossível pois não estamos falando de odisséias ou cruzadas medievais, estamos falando da sua vida, estamos falando de você: essa figura linda e cheia de potencial que eu amo intensamente, que eu amo como amo minha própria vida!

O que eu faço? Já não sei mais... só sei que tudo isso é muito estranho e eu fico assim, sem saber o que falar... São todos os sinais e as evidências, meu amor... eu fico muito triste quando lhe vejo assim e, isso só piora quando sei que, no fundo, não importa o que eu faça, pois tudo depende, no primeiro momento, de você querer!

Sei lá... agora não tenho nem mais como escrever, tenho que deitar para ver se consigo parar de chorar... isso tudo pode parecer muito dramático para ti, mas o que você está fazendo, não é extremamente dramático?

Comentários

Rodrigo disse…
Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre