Liberdade

De repente você se pergunta: o que és neste mundo?
Onde estão as borboletas de nossa intimidade?
Onde estarão as palavras daquela nossa verdade?
Não há mais paz nem sossego neste silêncio imundo.

Nessa imensidão, tantas coisas pra dizer e fazer
E só penso em você... que se faz tão dura comigo.
Nunca deixar de ser um bom e sincero amigo.
Penso nos teus braços buscar o azul e permanecer.

Mas se és volátil, sem lugar, sem cor, sem gosto.
Explica-me, por favor, porque dói tanto gostar.
Gosto de pensar em ti, mesmo sem saber o que é amar.
Gosto de sonhar contigo, mesmo sendo eu um tosco.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre