Um teto, um lugar, qualquer coisa

Quero um dia ter a sorte grande de encontrar para mim um lugar onde não mais me sinta sozinho. Quero o cheiro da terra, ao anunciar as chuvas de fim de verão, quero um amor em palavras, quero beijos, quero beijos.

Quero um dia sorrir ao ouvir você cantar alguma coisa banal, quero não mais me sentir só, mesmo que apenas de forma ilusória.

Quero quebrar o silêncio de mim mesmo e descobrir o que realmente quero pois no fundo não encontro nada porque não sei ao certo o que procuro e quando acho algo sinto que ainda sou vazio.

Quero dias intermináveis de sublimes aventuras passadas num teto qualquer onde a maior adrenalina curvar-se-ia a ao toque das horas anunciando a manhã. Quero a liberdade de expressão!

Quero enfim, um dia poder ser um pouco mais do que apenas uma incoerência.

Comentários

Anônimo disse…
Sempre leio seus textos. De alguma forma, eles me ajudam a entender melhor a vida!

Postagens mais visitadas deste blog

Gentileza

Reflexos

Sobre o cotidiano